Resenha

Aerea é um bom jogo musical de pancadaria e RPG do Odin Game Studio

A reportagem do Geração Gamer teve acesso ao game Aerea: Scattered Lands durante a Brasil Game Show (BGS) 2015, no mês de outubro. O jogo está sendo desenvolvido pelo Odin Game Studio da zona sul de São Paulo e foi apresentado pelo executivo Alexandre Kikuchi, co-fundador da empresa.

aerea-1 Continuar lendo

Anúncios
Padrão
Notícia

Brasil Game Show 2015 reúne mais de 300 mil visitantes, 18,64% a mais do que o ano anterior

A Brasil Game Show (BGS), que ocorreu entre os dias 8 e 12 de outubro, reuniu um total de 300138 visitantes em todo o evento, uma alta de 18,64% em relação à edição de 2014, quando bateu o patamar de 250 mil. O evento trouxe figurões como Phil Spencer, o chefe da divisão Xbox, Yoshinori Ono para falar de Street Fighter V, além de indies brasileiros e o apresentador de televisão Yudi Tamashiro, que fechou parceria com a Sony para um programa novo.

yudi-bgs-1 Continuar lendo

Padrão
Opinião

Depois de um estreia tímida em 2014, Pavilhão Indie passa a existir de fato na BGS

No ano passado, o Pavilhão Indie da Brasil Game Show possuía apenas sete empresas, após ter prometido  a presença de 14 corporações nacionais. Em 2015, o espaço deixa a traseira do estande da Saraiva para ocupar um corredor considerável da BGS atrás da praça de alimentação, com 22 startups brasileiras. Os desenvolvedores indies passam então a existir.

area-indie-bgs Continuar lendo

Padrão
Opinião

Embora maior, Pavilhão Indie da BGS continua distante da sua audiência

Por Paulo Zambarda de Araújo*

Redimindo uma exposição controversa na edição de 2014, a BGS 2015, iniciada dia 8 de outubro e encerrada nesta segunda-feira, trouxe 22 estúdios indies para a maior feira da América Latina. Uma quantidade maior de empresas exibiram melhor o cenário de jogos brasileiro, mas infelizmente o pavilhão ficou isolado além da área de alimentação. Nossas companhias ficaram longe dos grandes expositores.

arena-indie-bgs Continuar lendo

Padrão
Notícia

Brasil Game Show aumenta “Pavilhão Indie” de 17 empresas para 22

A BGS 2015 divulgou, no final de setembro, que 17 empresas nacionais de jogos digitais estariam no evento, localizadas em 36 estandes em uma área cinco vezes maior do que no ano passado, quando a participação brasileira foi tímida. Neste começo de outubro veio a boa notícia: O número de companhias no chamado “Pavilhão Indie” subiu para 22.

Aritana, jogo brasileiro, foi premiado em evento pré-BGS/Foto: Pedro Zambarda

Aritana, jogo brasileiro, foi premiado em evento pré-BGS/Foto: Pedro Zambarda

Continuar lendo

Padrão