Notícia

BGS 2016 confirma SAGA como patrocinadora da Brasil Game Cup e presença de 45 estúdios BR

A Brasil Game Show confirmou no dia 19 de maio que a SAGA, rede de escolas com 10 unidades espalhadas pelo Brasil, estreia no evento como patrocinadora da Brasil Game Cup, campeonato nacional de jogos eletrônicos realizado pelo terceiro ano consecutivo . Além disso, a SAGA se manterá com seu estande equipado com trabalhos de alunos do curso Playgame.

saga-1 Continuar lendo

Anúncios
Padrão
Reportagem

EXCLUSIVO: BGS reduziu preço de espaços na Área Indie para patamar inferior a 2014

A organização da Brasil Game Show (BGS) reduziu o preço de 4 m² da Área Indie de R$ 3 mil para R$ 2,6 mil, afirmaram duas fontes ao Geração Gamer que só conversaram na condição de anonimato. A negociação ocorreu antes do fim do mês de janeiro de 2016 e envolveu um desconto de 40%. Ou seja, apesar do preço mais em conta, o setor de jogos independentes será cobrado em R$ 5 mil pelo mesmo espaço ao longo do ano.

bgs-1 Continuar lendo

Padrão
Opinião

Brasil Game Show vai se tornar um evento de games indies? Veja imagem exclusiva da planta no local

Depois de uma estreia tímida em 2014, a Área Indie da Brasil Game Show (BGS) terá o dobro de espaço e de empresas no evento, segundo a organização em release divulgado no dia 1º de fevereiro. Cerca de 10 startups participaram da primeira edição, o número de indies subiu para 36 em 2015 e agora eles prometem 72 empresas brasileiras desenvolvedoras de jogos dentro da feira.

area-indie Continuar lendo

Padrão
Opinião

Depois de um estreia tímida em 2014, Pavilhão Indie passa a existir de fato na BGS

No ano passado, o Pavilhão Indie da Brasil Game Show possuía apenas sete empresas, após ter prometido  a presença de 14 corporações nacionais. Em 2015, o espaço deixa a traseira do estande da Saraiva para ocupar um corredor considerável da BGS atrás da praça de alimentação, com 22 startups brasileiras. Os desenvolvedores indies passam então a existir.

area-indie-bgs Continuar lendo

Padrão
Opinião

Embora maior, Pavilhão Indie da BGS continua distante da sua audiência

Por Paulo Zambarda de Araújo*

Redimindo uma exposição controversa na edição de 2014, a BGS 2015, iniciada dia 8 de outubro e encerrada nesta segunda-feira, trouxe 22 estúdios indies para a maior feira da América Latina. Uma quantidade maior de empresas exibiram melhor o cenário de jogos brasileiro, mas infelizmente o pavilhão ficou isolado além da área de alimentação. Nossas companhias ficaram longe dos grandes expositores.

arena-indie-bgs Continuar lendo

Padrão