Editorial

Qual jogo brasileiro de mulheress é o destaque entre 2015 e 2016? Festa Estranha, do Trinca Studio

O site Geração Gamer realizou sua enquete para definir o game desenvolvido por mulheres de destaque entre os anos de 2015 e 2016. Faremos questionamentos mensais e anuais para eleger os jogos brasileiros mais interessantes ao público em nosso site. O título com mais votos foi Festa Estranha, do Trinca Studio de Sofia Utsch e sua equipe.

festa-estranha Continuar lendo

Padrão
Notícia

Google terá debate sobre mulheres do Women Up Games no dia 30 de agosto

O movimento Women Up Games fará uma série de debates no dia 30 de agosto no Google Campus. Interessados devem se inscrever no formulário online disponível neste link.

women-google-campus

Continuar lendo

Padrão
Opinião

Entenda a realidade de uma desenvolvedora de jogos no Brasil. Por Nathaja Souza, estudante

Texto originalmente publicado no Drops de Jogos.

O Brasil é o maior mercado de jogos da América Latina e mesmo assim não temos um grande incentivo para desenvolvimento de jogos. Ser um desenvolvedor de games no Brasil não é nada fácil, mas ver uma mulher ser uma desenvolvedora é mais difícil ainda.

lara-croft-nova Continuar lendo

Padrão
Editorial

Queremos mais mulheres escrevendo sobre games – e há oportunidades neste site

Texto com colaboração de Daniela Rigon.

O público gamer é machista, mesmo com a pesquisa Games Brasil apontando que 52,6% desse segmento é composto por mulheres, uma maioria diante dos homens. No jornalismo de jogos eletrônicos, praticamente todos os veículos são geridos ou editados por homens. Geração Gamer não foge da regra. Nasceu como um livro-reportagem escrito por quatro homens entre 2009 e 2010, virou uma coluna no site TechTudo (Globo.com) em 2013 de autoria de um homem e virou um site independente no ano seguinte nas mãos de um homem.

samus-aran-zero-suit Continuar lendo

Padrão
Notícia

Só 10% das desenvolvedoras de games no Brasil são mulheres, diz Labindie

Desenvolvida originalmente como um TCC no curso de Animação Digital da Universidade da Região de Joinville (Univille), em 2012, a incubadora Labindie divulgou hoje sua pesquisa sobre a cena brasileira de jogos digitais no Brasil. O levantamento deles aponta que só 10% das desenvolvedoras de games no Brasil são mulheres, mesmo com games que estimulam protagonistas femininas como Toren.

labindie-pesquisa-1

Continuar lendo

Padrão