Entrevista

“A Sony e a Microsoft são abertas ao mercado indie”, diz Saulo Camarotti do Behold Studios

O Behold Studios participou do evento PlayStation Experience entre os dias 6 e 7 de dezembro em Las Vegas, nos Estados Unidos. Para conversar sobre a participação brasileira no evento americano, que apresentou o jogo Chroma Squad para o PlayStation 4, Geração Gamer entrevistou Saulo Camarotti, diretor-executivo do estúdio. Confira.

saulo-camarotti

Saulo, quais foram as suas impressões do evento?

O evento foi pequeno mas de excelente qualidade. Imagino que a Sony vai querer fazê-lo anualmente, e assim deve ampliar a estrutura e as atrações. Mas foi impressionante o nível de qualidade de tudo que estava por lá, além de ser na cidade de Las Vegas que é um show a parte.

saulo-camarotti-1

Entre as desenvolvedoras de consoles, a Sony está mais aberta aos indies? Como é trabalhar com eles?

A Sony e a Microsoft são empresas bem abertas aos independentes. O Xbox já tem uma tradição em investir em jogos indies, como foram os casos do Castle Crashers, Capy Games, Team Meat e agora com o Minecraft. Mas a Sony abraçou muito os indies neste ano. Principalmente os latino-americanos que hoje tem um forte time de apoio, possibilitando que levemos nossos jogos pra todo o mundo. Já fomos pro México, Brasil Game Show e agora Playsation Experience graças a eles. Isso tem sido muito bom.

Como foi a apresentação do Chroma Squad na PlayStation Experience? Foi possível mostrar nosso jogo brasileiro para novos públicos?

Sim! O evento teve um público bem seleto de fãs do Playstation. Foi uma grande oportunidade para mostrar o Chroma rodando em um PS4 para o público da feira. O feedback foi bem impressionante e nos motivou ainda mais a continuar trabalhando melhor nesta versão para consoles.

saulo-camarotti-2

Há diferenças entre a versão de PC do Chroma Squad e o jogo no console?

Não há tantas, mas eu diria que a principal mudança é o input que no console funciona apenas o dualshock. No PC você também pode usar um gamepad ou um joystick com entrada USB.

Essa viagem do Behold resultará em novos projetos com a Sony? 

Nós somos desenvolvedores autorizados Sony. Então, todos os nossos projetos agora e daqui pra frente podem ser criados para as plataformas do Playstation. Isso pra gente é uma grande vitória. Graças à abertura das grandes empresas aos indies, isso hoje é possível. Por enquanto somente o Chroma está no planejamento, mas algumas novas ideias já surgiram.

Tem algum plano novo que Behold poderia nos adiantar? Se vocês quiserem contar, é claro.

Nós iniciamos um novo projeto com a Paradox, continuando uma outra franquia nossa de sucesso mas, claro, com um twist. Por que não? (risos).

Acompanhe Geração Gamer no Facebook e no Twitter.

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre ““A Sony e a Microsoft são abertas ao mercado indie”, diz Saulo Camarotti do Behold Studios

  1. Pingback: 10 novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 14/12/2014 | Geração Gamer

  2. Pingback: Os 10 posts mais lidos de 2014 | Geração Gamer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s