Entrevista

“A música de Abelardo foi inspirada em AC/DC”, diz o criador Pérsis Duaik, de Aritana

A Duaik ficou em 84º posição com Abelardo entre 783 jogos criados na Game Jam Indies VS PewDiePie. Para entender o jogo cômico do dinossauro violeiro de churrascaria, entrevistamos o Pérsis Duaik (32), um dos donos da empresa e desenvolvedor de games como Aritana. Confira a o depoimento.

abelardo-3

De quem foi a ideia de criar um dinossauro músico de churrascaria? Ele é inspirado em alguém?

A ideia do jogo nasceu um pouco antes da Jam. Durante um encontro da equipe, tivemos uma série de ideias que foram documentadas e arquivadas. O Abelardo, no documento, é um dinossauro estagiário que precisa cumprir uma série de trabalhos para não ser despedido. Entendemos que esta era uma boa ideia para a Jam por ser cômica e se passar em um ambiente apenas. Queríamos também usar algo mais brasileiro e aproveitar que havia um músico na equipe totalmente à disposição. Nasceu assim a ideia dos cantores de churrascaria. Ah! Não podemos esquecer que Abelardo Barbosa é o nome do Chacrinha.

abelardo-4

Quais foram as maiores dificuldades para criar Abelardo em 72 horas?

A maior dificuldade é o planejamento. Precisamos calcular exatamente a quantidade de trabalho para que o jogo tenha começo, meio e fim. Nossa solução foi planejar um jogo para 48 horas e deixar o 3º dia para polimento e correção de bugs. Tivemos boas ideias que foram deixadas de lado por falta de tempo. Dependendo do sucesso do jogo, pretendemos voltar nelas e atualizar o trabalho.

Vocês se inspiraram na banda de rock e metal AC/DC para criar a música TCHA TCHARI TCHU TCHU de Abelardo?

Puxa, que boa pergunta! A maior influência foi o AC/DC. Outras bandas dos anos 80 de hard rock também serviram de inspiração, como Motley Crue, Poison e Skid Row. Porém, o AC/DC é a banda que o pessoal mais se identifica e, por isso, possui uma influência mais marcante. Os efeitos visuais do clip seguiram a mesma linha.

Jams são espaços para criar jogos cômicos como Abelardo, ou há espaço para games mais sérios com esse limite de tempo?

O limite de tempo não é um fator que determina o tema da Jam. Este campeonato tinha como tema “Divertido de jogar e divertido de assistir”. Por isso fizemos algo voltado para o humor. Pensamos bastante nas video-cassetadas para montar as mesas e os personagens. Por fim, adicionamos um efeito aleatório que é o rabo do dinossauro. Ele seria um gatilho para o caos!

Se Abelardo fosse testado pelo PewDiePie, o que você diria para ele?

Acho que o mais importante é aproveitar a experiência. Dessa forma, e tendo em vista todo o nosso trabalho, eu diria para ele: “Divirta-se”. Acho que este é o ponto de um jogo despretensioso com um dinossauro cantor derrubando os fregueses da churrascaria.

Acompanhe Geração Gamer no Facebook e no Twitter.

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre ““A música de Abelardo foi inspirada em AC/DC”, diz o criador Pérsis Duaik, de Aritana

  1. Pingback: 10 novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 07/12/2014 | Geração Gamer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s