Notícia

Uma tribo de índios no Acre (sim) está ajudando a criar um game brasileiro baseado em sua história

A tribo Huni Kuin (Kaxinawá), presente nas regiões do Acre e do Peru, está ajudando um grupo de programadores e designers de games a criar um jogo baseado em sua própria cultura. Antropólogos também estão envolvidos no projeto. O nome do título é Huni Kuin: Os Caminhos da Jiboia e se trata de um jogo de plataforma de cinco fases, contando as histórias antigas da civilização.

game-indio

O protótipo do jogo foi divulgado no canal Beya Xinã Bena do Vimeo e também foi apresentado no programa “Caminhos da Reportagem” da TV Brasil, chamado “O Sonho do Pajé”, que foi ao ar no dia 9 de julho. O coordenador do projeto chama-se Guilherme Meneses.

“Meus queridos irmãos, é com muita alegria que venho apresentar em primeira mão o projeto que venho coordenando há mais de três anos junto ao povo Huni Kuin do Rio Jordão e uma linda equipe de antropólogos, programadores e artistas. Huni Kuin: Yube Baitana (os caminhos da jiboia) é um videogame que conta cinco antigas histórias do povo Huni Kuin, onde podemos aprender sobre seu modo de vida, cultura e espiritualidade.

Para a composição do jogo foram desenvolvidas duas oficinas em terra indígena, onde os próprios Huni Kuin registraram suas histórias, desenhos e cantos. Neste projeto também foi criado um fundo para a instalação de energia solar e a implementação de pequenos pontos de cultura indígenas nas aldeias do Rio Jordão, buscando a melhoria das condições de vida e a capacitação dos jovens no manuseio de tecnologias digitais.

A primeira versão do jogo será demonstrada no final de agosto em exposição organizada pelo Instituto Itaú Cultural, apoiador deste projeto, o qual também contou com a colaboração do Instituto de Estudos Brasileiros e o consentimento das comunidades indígenas envolvidas, conforme regulamentação da FUNAI. Em breve publicaremos um vídeo de gameplay, mostrando a ‘cara’ do jogo.

Quando concluído, Huni Kuin: Yube Baitana será distribuído gratuitamente via internet. Seus direitos autorais estão reservados à equipe de desenvolvedores e ao coletivo Beya Xinã Bena (Cultura Novo Tempo), formado pelos realizadores indígenas. Agradeço a todos que estão colaborando conosco e peço aos que puderem, que nos ajudem a espalhar esta semente mundo afora.”, comentou idealizador no programa.

O projeto tem um site oficial.

Quer conhecer mais? Veja o vídeo abaixo.

Videogame Huni Kuin: os caminhos da jiboia from Beya Xinã Bena on Vimeo.

Via Rádio Yandé e Caldinas

Acompanhe Geração Gamer no Facebook e no Twitter.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “Uma tribo de índios no Acre (sim) está ajudando a criar um game brasileiro baseado em sua história

  1. Pingback: 10 novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 20/07/2015 | Geração Gamer

  2. Pingback: Jogo de tribo do Acre passa pelo Itaú Cultural, em São Paulo, e será lançado em 2016 | Geração Gamer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s