Opinião

Os cinco melhores games brasileiros de 2015, segundo Pedro Zambarda

O editor e repórter do Geração Gamer montou uma lista dos cinco melhores jogos brasileiros do ano. Confira a seleção de games de 2015 e veja se você concorda. Todos os títulos que entraram são acompanhados por pequenas descrições.

melhores-jogos-2015-geracao-gamer

5. Perônio, do OvniStudios

Por ter continuado o legado de realidade virtual iniciado por Pixel Ripped e por ter sido provavelmente o primeiro game brasileiro com foco infantil a trazer a realidade aumentada. É um jogo que utiliza todas as capacidades do cardbox do Google, do gadget brasileiro Beenoculus e até do Gear VR da Samsung.

4. Relic Hunters Zero, da Rogue Snail

Por apostar numa cultura open source gamer, permitindo que os jogadores programem e criem itens para o jogo digital. Fugindo dos lucros e buscando criar uma comunidade, a dupla Betu Souza e Marcos Venturelli transformou a criação de um game numa verdadeira peregrinação pelo Brasil, conquistando premiação no BIG Festival em São Paulo.

3. Odallus: The Dark Call, da JoyMasher

Por ter criado uma experiência épica e difícil resgatando a nossa nostalgia de jogos como Metroid e Castlevania. É o game brasileiro que levou mais a sério a questão da estética retrô, mas trazendo elementos sofisticados.

2. Toren, da Swordtales

Por ter criado uma experiência de mergulho no enredo, contando a história de uma menina que sobe uma torre para enfrentar um dragão. Pelo alto simbolismo da história combinada com uma trilha sonora profunda e densa, que compensa seus problemas técnicos, fruto de uma conturbada criação nos últimos quatro anos. E por ter sido o primeiro exemplo bem-sucedido de projeto aprovado pela Lei Rouanet no Brasil.

1. Horizon Chase, do Aquiris Game Studio

Por ter caído nas graças internacionais a ponto de ter a trilha do compositor original de Top Gear. Por mostrar que jogos de corrida mobile estão mais vivos do que nunca. E por mostrar que uma empresa do calibre do estúdio Aquiris está finalmente deixando os jogos publicitários ou sustentados por grandes empresas para investir em projetos próprios e originais, mesmo com muitas referências ao passado dos 16 bits no Super Nintendo.

Extra. Chroma Squad, do Behold Studios

Por ter superado as polêmicas do uso de personagens super sentais e por ter criado um game divertido, estratégico e bem customizável para o jogador. O título conquistou o prêmio de melhor do ano no SBGames em Teresina, Piauí, nordeste deste país.

Acompanhe Geração Gamer no Facebook e no Twitter.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “Os cinco melhores games brasileiros de 2015, segundo Pedro Zambarda

  1. Pingback: Cinco novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 28/12/2015 | Geração Gamer

  2. Pingback: Qual jogo brasileiro é o destaque de 2015 segundo nossos leitores? A Lenda do Herói. Game completo? Horizon Chase | Geração Gamer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s