Reportagem

“O jornalismo de games não tem mulher”, diz Pablo Miyazawa durante a Campus Party 2015

Por Victor Frascarelli*

O palco Marte da Campus Party Brasil 2015, de jogos, recebeu nomes de peso do jornalismo brasileiro especializado em games numa tarde de quinta-feira (5). Sob a mediação de Pablo Miyazawa (IGN), reuniram-se Théo Azevedo (UOL Jogos), Caio Teixeira (Overloadr), Gustavo Petró (IGN), Nelson Alves Jr. (Inside Xbox), Pedro Falcão (Red Bull Games) e Humberto Martinez (PlayStation Oficial) para discutir o tema “Jornalistas ATIVAR!: Quais as perspectivas do jornalismo de games no Brasil?”.

jornalistas-debatem

Foto: Campus Party Brasil/Creative Commons

 

Temas polêmicos como a relação entre o jornalista e o YouTuber foram abordados. A discussão esclareceu que os públicos de cada um são bastante diferentes e que quem faz vídeos de gameplay para YouTube faz um “entretenimento”, distante do serviço do jornalismo que é o de informar. Gustavo Petró deu a palavra: “talvez o jornalismo precise adaptar sua linguagem, mas sem perder a seriedade”.

Ainda, a ética dentro do mercado foi discutida. A mesa conversou sobre a publicidade inserida dentro do jornalismo, e concluiu que as ações publicitárias são válidas sim, desde que não interfira de modo algum na credibilidade da informação.

Por fim, o polêmico tema da pouca participação feminina no mercado de videogames for abordado quando Pablo Miyazawa observou que todos os participantes da mesa-redonda eram homens. “O jornalismo de games não tem mulher. E as mulheres que escrevem sobre videogame fazem coisas que dão mais grana do que jornalismo”, disse o jornalista veterano. No entanto, o discurso foi unânime entre todos: parte do público infelizmente ainda é machista e isso precisa ser mudado pelo bem do meio. A palestra foi encerrada com perguntas da platéia, que incluíram elogios pela qualidade do debate.

Confira a palestra na íntegra abaixo:

*Victor é Relações Públicas do site Player 2.

Acompanhe Geração Gamer no Facebook e no Twitter.

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre ““O jornalismo de games não tem mulher”, diz Pablo Miyazawa durante a Campus Party 2015

  1. Pingback: 5 novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 08/02/2015 | Geração Gamer

  2. Pingback: 5 novidades que mexeram com a cena brasileira de games – 15/02/2015 | Geração Gamer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s